A MÚSICA DE WILLIAM MOORE

Baseado em um post feito pelo confrade Ruy Texas no Fórum Mágico Amador

INTRODUÇÃO
Ao longo da história, muitos mágicos apresentaram diversas formas de levitação. Desde pequenos objetos até os maiores, passando inclusive pela levitação de pessoas, a levitação sempre encanta e maravilha. Os mágicos tem empregado estratagemas engenhosos, que ficaram na História, a grande maioria somente como um simples truque de ilusionismo.

Segundo Ruy Texas, a primeira dessas levitações foi apresentada no ano de 1832, em Madras, Portugal, pelo ilusionista Drahmin Scheschal. que levitava sua mulher sentada num tamborete, até à altura de dois metros.

Mas houve um mágico que conseguiu superar a barreira da ilusão e trouxe verdadeiro assombro à sua época.

A MÚSICA DE WILLIAM MOORE

No dia 27 de abril de 1908, o público presente no Hipódromo de Nova York, constatou, com assombro, que um homem, sentado em seu piano elevou-se ao ar. Não só o pianista, mas o piano também. Quando piano e pianista estavam a pouco mais de um metro e meio do solo piano e pianista começaram a flutuar pelo palco, de um lado para outro, também passaram a balançar até que finalmente piano e pianista ficaram de cabeça para baixo e ainda mais, começaram a flutuar em círculos, chegando a 40 rotações por minuto. E o mais belo de tudo: a música não parou, sequer por um segundo.

Durante o prodigioso número, tanto na subida, como na descida, o piano e o pianista eram passados de um lado para o outro, com um gigantesco arco de madeira, para que a assistência se certificasse da ausência de fios ou outros meios mecânicos de suspensão aérea.

Testemunhas dizem que foi o show de mágica menos aplaudido da história, pois o público estava surpreso demais para esboçar qualquer reação.

A levitação de Onaip (fonte: revista Popular Mechanics, dezembro de 1958).
A levitação de Onaip (fonte: revista Popular Mechanics, dezembro de 1958). (Clique na imagem para ampliá-la)

Conclui Ruy Texas dizendo que foi tão grande o sucesso alcançado por Onaip com este seu truque, que o Circulo Espanhol de Artes Mágicas de Barcelona, considerando o dito truque bastante indecifrável, ofereceu aos leitores da sua revista “El Três de Bastos” um valioso prêmio para aquele que conseguisse desvendá-lo. O prêmio, porém, restou deserto.

Christopher Milbourne na revista “Popular Mechanics” de dezembro de 1958 traz mais informações: Onaip apresentou esse número por todo os EUA ao longo dos anos seguintes. Em 1911 Onaip passou a se apresentar com indumentária indiana. O mágico aparecia no palco com um largo robe de seda e hipnotizava uma de suas assistentes a qual passava a tocar o piano até que fosse levitada.

QUEM ERA ONAIP?

Nascido sob o nome de William F. Moore, em Westerly, Rhode Island, consta a história que Onaip fugiu de casa e do negócio de sucesso de sue pai, para se tornar um bem sucedido mágico de vaudeville. Anos mais tarde, após ter já se retirado dos palcos, ele e a sua esposa foram agraciados com uma pequena pensão advinda de sua família, sob a condição de que nunca jamais se falasse no seu passado artístico, o qual o pai nunca aprovou. Para garantir o acordo, a esposa de Onaip queimou todos os seus materiais e rascunhos sobre mágica. Isso talvez explique a enorme dificuldade de se encontrar fotos e descrições sobre Onaip e seu glorioso número de levitação. Onaip, faleceu em 1959.

Em 1918, M.S. “Doc” Mahendra descobriu que o aparato de levitação do piano de Onaip estava guardado em um depósito de mercadorias de Chicago, e estava para ser vendido por falta de reclamação do dono. Mahendra comprou a ilusão por U$ 20,00 (U$ 340,00 em valores atuais).  Apesar de considerar essa uma brilhante ilusão, Mahendra nunca veio a apresentá-la.

Mahendra
Mahendra (Clique na imagem para ampliá-la)

BIBLIOGRAFIA

– Fórum Mágico Amador – Tópico: “Lendas Mágicas & Mágicos Lendários” criado em 12/11/2009;
– Magicpédia: Onaip;
– Revista “Popular Mechanics” dezembro de 1958;

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s