CARTAS DE FIGURAS – QUEM É QUEM? (Leitura primeira)

Quem se interessa ao menos um pouco pela questão histórica da mágica, e em especial das cartas, já deve ter lido que os quatro reis representam as seguintes figuras históricas: Carlos Magno (Rei de Copas), Júlio César (Rei de Ouros), David (Rei de Espadas) e Alexandre, O Grande (Rei de Copas).

Mas você já se perguntou quem as demais figuras representam? Quem são as rainhas e os valetes dos nossos baralhos? A lógica mais óbvia, nos levaria a crer que as rainhas seriam as respctivas esposas de cada rei.  O problema dessa teoria é que, por exemplo, o Rei Davi teve várias esposas (I Livro de Samuel, cap. 30, verso 3) . Qual delas seria representada então?

E eis que surge mais um daqueles assuntos que dão muito pano pra manga.

Só esclarecendo que, eu não sou historiador. As leituras aqui feitas são fundadas unicamente em pesquisas feitas pela internet. E minha intenção não é de modo algum responder a esse tipo de questão, mas apenas mostrar algumas leituras a respeito do baralho francês.

AS RAINHAS DO BARALHO

Algum artista decidiu creditar a identidade das rainhas segundo as esposas dos respectivos reis. Assim as rainha seriam respectivamente:

Hildegard de Vinzgau – Rainha de Copas

Foi a segunda esposa de Carlos Magno, nasceu em 758 e faleceu em 783, foi mãe de Luís, o Piedoso, imperador de Aquitânia.

Calpúrnia Pisonis – Rainha de  Ouros

Terceira esposa de Júlio César. De acordo com fontes históricas, Calpurnia teve uma premonição do assassinato de seu marido e procurou avisá-lo, mas em vão.

Abigail – Rainha de Espadas

Uma das várias esposas de Davi, segundo a Bíblia além de bela, Abigail era uma mulher extremamente sábia. intercedeu perante o rei Davi pela vida de seu marido Nabal. Após a morte de Nabal, Davi casou-se com Abigail.

Statira – Rainha de Bastos

Esposa de Dario III, foi capturada por Alexandre em Issus em 333 A.C. Diz-se que morreu no nacimento de seu filho em 331 A.C.

Qual foi o critério para a escolha destas esposas, já que os reis citados, se casaram várias vezes? Uma pista pode vir de Abigail e Statira. O ponto em comum entre ambas as rainhas é que elas eram consideradas mulheres extremamente belas.  I Livro de Samuel, cap. 25, verso 3 diz: “Abigail (…) era a mulher de bom entendimento e formosa; (…)”. Statira, por sua vez, era considerada por Alexandre como: “A mulher mais bonita da Ásia“.

A minha conclusão  para esse assunto é: O autor das cartas quis premiar os reis, fazendo com que passassem a enternidade ao lado das mulheres mais belas (e sábias) que eles haviam encontrado enquanto vivos. No caso de Júlio César, até é possível que Calpúrnia não fosse a mais bela, mas com certeza amava tanto seu marido, que até teve um sonho premonitório da morte de Júlio César.

OS VALETES DO BARALHO

Já, segundo o mesmo autor que creditou a identidade às rainhas supra-citadas, os valetes representariam generais, amigos ou homens de confiança dos reis em questão. Seriam eles:

Ogler (Ogier) – Valete de Copas

Ogier é um importante personagem  dos poemas épicos “chansons de geste“. Segundo esses poemas Ogier (que era dinamarquês de nascença) teria se aliado a Carlos Magno na luta contra os barões feudais.

Curião – Valete de Ouros

Nascido Caio Escribônio Curião, foi um orador e político romano. Amigo pessoal de  Júlio César, o qual num primeiro momento opôs-se, acabou morrendo em uma guerra civil.

Asael – Valete de Espadas

Asael foi um dos valentes de Davi, um grupo de seguidores que acompanharam o futuro rei, quando este fugiu para longe da loucura do então rei Saul.

Parmenão – Valete de Espadas

Parmenão foi um general de Alexandre, o Grande, designado para acertar a paz com Atenas em 346 A.C. 10 anos antes havia obtido uma gloriosa vitória sobre os Ilírios.

Mais uma vez não sei o que levou a escolha desses nomes. Asael, por exemplo é meramente citado pela Bíblia como irmão de Joabe e ainda por cima morreu de forma pouco heróica (assasinado).

A minha teoria é que a escolha foi feita considerando a tradição oral destes personagens. Um ponto à favor dessa teoria é a escolha de Ogier como o Valete de Copas, um personagem que, a priori só existe em poemas. Mas com disse são apenas teorias, baseadas em “achismos”.

No próximo post, mais uma das uitas leituras de “quem é quem” nas cartas de figuras.

Quaisquer dúvidas, comentários, discordâncias críticas e etc. por favor, deixe comentário =).

Abraços!

REFERÊNCIA BIBLIOGRAFICA

Imagens

Henry René D’Allemagne. Antique Playing Card Designs

Textos

http://www.pothos.org/content/index.php?page=children

http://www.bibliaonline.com.br/acf/1sm/25

http://pt.wikipedia.org/wiki/Calpurnia_Pisonis

http://www.geni.com/people/Hildegard-of-Vinzgouw/6000000001816065962

http://pt.wikipedia.org/wiki/Caio_Escribônio_Curião

http://en.wikipedia.org/wiki/Parmenion

http://www.bibliaonline.com.br/acf/1cr/11

http://www.britannica.com/EBchecked/topic/425834/Ogier-the-Dane

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s