Arquivo da tag: Mágicos famosos

PÔSTERES ANTIGOS

Pesquisando pela internet achei alguns pôsteres antigos de mágicos que contam um pouco da história desta bela arte e mais do que isso, nos mostram um pouco da nossa realidade hoje como mágicos.

Lembrando que basta clicar sobre a imagem para ampliá-la.

-x-

O SHOW MAIS ANTIGO

Esse é o cartaz de show de mágica mais antigo que se tem registro, de 1840 (eu pelo menos não achei outro mais antigo, se alguém souber, avise).

Título do cartaz:Professor Cummings, the celebrated magician, vocalist, and comedian!!

Características:  Litografia; p&b;  57 x 24 cm.

Ano: 1840.

Autor: ??

-x-

HÁ 100 ANOS ATRÁS

Há exatamente um século atrás estes eram alguns dos shows em cartaz:

Título:Richards, the world’s greatest magician and his big company the biggest stage show of the entire season

Características: Litografia; p&b; 46 x 20 cm

Ano: 1911.

Autor: ??

Título do cartaz:Newmann’s wonderful spirit mysteries

Características: Litografia; colorida; 77 x 56 cm

Ano: 1911

Autor: Donaldson Litho. Co.

-x-

NOVIDADE?

Todos devem lembrar da euforia que foi Paulo de Barros e suas “cabeças que caiam” no Desfile das Escolas de Samba no carnaval desse ano. O que poucos sabe é que esse número já existia há pelo menos 103 anos e era apresentado por ninguém menos do que Kellar.

 Título do cartaz: “Kellar in his latest mystery

Características: Litografia; colorida; 73 x 48 cm

Ano: 1898

Autor: Strobridge Lith. Co.

OBS: Esse cartaz tem duas versões. Esta de 1898 onde a cabeça olha para o corpo e outra de 1897 onde a cabeça olha para o mesmo lado que o corpo está virado.

-x-

 O ANTECESSOR DE PENN & TELLER

Nesse cartaz de 1909, Houdini anuncia que irá expor os charlatões (no melhor estilo “Fool Us” do Penn & Teller).

 Título do cartaz:Do spirits return? Houdini says no – and proves it 3 shows in one : magic – illusions – escapes = fraud mediums exposed.

Características: Litografia; colorida; 40 x 71 cm

Ano: 1909

Autor: ??

-x-

O ASTRO

É provável que a inspiração do personagem Herculano Quintanilha, personagem central da novela “O Astro” tenha vindo do mentalista Alexander:

 Título do cartaz: “Alexander the man who knows

Características: Litografia; colorida; 56 x 34 cm

Ano: 19??

Autor: ??

Título do cartaz: “Alexander, crystal seer knows, sees, tells all

Características: Litografia; colorida; 105 x 40 cm

Ano: 1910

Autor: ??

 -x-

Essa é a prova de que, não há nada hoje, no mundo da mágica, que já não tenha sido visto há pelo menos um século atrás.

Amplexos!


CONTAGEM ELMSLEY OU “EDWARD VICTOR”?

Alguma vez na vida, todo o mágico já executou uma contagem Elmsley. O nome desse famoso passe recebeu esse nome em homenagem a Alex Elmsley, criador da técnica.

Mas, o que pouquíssima gente sabe é que na realidade a contagem “quatro como quatro”, é uma variação de um outro passe, fruto da originalidade de um mágico chamado Edward Victor, criador do passe.

Experimente perguntar aos seus amigos cartomagos e muitos dirão que jamais ouviram falar de tal nome. Não que tenham a obrigação de conhecê-lo. Porém, a história deu poucos créditos àquele que desenvolveu a contagem Elmsley. Pois neste post, vamos não só apresentar este mágico, como também dar os devidos créditos a Victor.

Porém é preciso destacar que a contribuição de Alex Elmsley foi importante e não quero aqui acusá-lo de plágio ou coisa que o valha. O certo é que o crédito a Edward Victor tem sido nulo e passa quase que despercebido na maioria das publicações, escritas ou em vídeo, sobre este passe.

Como escrevi, não almejo atacar a pessoa ou a ética de Alex Elmsley. Apenas resgatar a figura do mágico Edward Victro, sem o qual, possivelmente talvez não conheceríamos a contagem “quatro como quatro”.

-

A CONTAGEM  ELMSLEY

Em 1959, foi publicada pela primeira vez, por Alex Elmsley um efeito conhecido como “A Mágica das Quatro Cartas”.

A contagem “quatro como quatro” é descrita na página 173 do livro “Ultimate Secrets of Card Magic“, na mágica “Uma Variante de Vernon”, onde O Professor se frefere a esse passe como uma engenhosa adaptação de Elmsley de um movimento originado por Edward Victor em seu efeito conhecido com “E-Y-E”.

A contagem é explicada em detalhes na página 5 do livro “More Inner Secrets os Card Magic“, na mágica “Vernon Girando os Ases (Twisting the Aces).

-

MAS E QUEM FOI EDWARD VICTOR?

Clique na imagem para ampliar

Edward Victor

Edward Victor nasceu em 1887 na Inglaterra com o nome Edward Victor Neuschwander. Excelente manipulador, autor de vários livros sobre o tema, e um manipulador de sombras chinesas único em seu tempo.

Inventou a mágica “Os Lenços Simpáticos” e era famoso por algumas de suas rotinas como: “As Cartas Diminuintes”, “As Onze Cartas”, mágicas com cordas, etc. Também é dele uma rotina muito famosa chamada “20 Efeitos em uma Caixa de Fósforos”.

Ele escreveu os seguintes livros:

  • Magic of the Hand” (1937)
  • More Magic of the Hands” (1938)
  • Further Magic of the Hands” (1946)

Livros de Edward Victor

Em 2004 a “Dove Publications” publicou o livro “Classic Card Tricks”, onde algumas mágicas de Edward foram publicadas.

Edward Victor se apresentou nos mais importantes teatros da Europa, e fez uma grande turnê pela África do Sul, tendo trabalhado durante quatro anos para Maskelyne no St. George’s Hall em Londres. Foi membro do Círculo Mágico, tendo alcançado o status de “Inner Magic Circle” (M.I.M.C.) e por mais de trinta anos atuou como presidente da Merlin Magical Society. Também foi o primeiro presidente honorário vitalício do Blackpool Magicians’ Club.

Victor faleceu em 17 de abril de 1964.

-

O EFEITO “E-Y-E”

Este efeito criado por Edward, consistia em 3 cartas com as letras “E”, “Y” e “E”, daí o seu nome, com as quais o mágico criava uma série de efeitos surpreendentes. Dizia a propaganda da Revista Genii de 1955:

O Efeito “”E-Y-E”

-

São usadas apenas 3 cartas sen truques e que podem ser dadas a exame quando os espectadores desejarem.

Podem ser realizados grandes efeitos de “close-up” e deslumbrar durante quinze minutos com as carta sem suas mãos. As 3 cartas são dispostas formando a palavra “EYE” [olho em inglês].

Abrindo um leque e com os dorsos voltados para cima, se solicita que o espectador retire a letra “Y”, mas o público nunca acertará, retirando sempre a letra “E”.

Explicando que a mão é mais rápida que o “olho”, o mágico mostra claramente que agora tem em suas mãos 3 cartas com a letra “E”.

Mostra novamente as cartas, e se observa que agora as 3 possuem estampada a letra “Y”.

Duas delas se transformam visivelmente em letras “E”, formando como no princípio, a palavra “EYE”. Uma das cartas “E” se separa e se deixa sobre a mesa.

Das duas restantes (“E” e “Y”) se solicita que o espectador retire a letra “Y”, mas falha novamente por que as duas cartas tem estampada a letra “E”, já que carta separada anteriormente era o “Y”!

Mudando a impressão das letras mencionadas (“E”, “Y”, “E”) por outras ou então usando cartas personalizadas, você poderá criar rotinas diferentes com o mesmo princípio.

O preço deste efeito? US$ 1,00!”

-

Na Inglaterra, Ken Brooke comercializou a mágica “E-Y-E” e alguns anos mais tarde apenas foi que a conatgem Elmsley começou a ser conhecida.

Karl Fulves no volume 2 de seu livro “Methods with Cards” também menciona a mágica “E-Y-E” como fonte da contagem.

E esta é a origem da famosa e sempre útil contagem Elmsley ou “quatro como quatro”.

Amplexos!

-

REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS

http://en.wikipedia.org/wiki/Edward_Victor

http://geniimagazine.com/wiki/index.php?title=Edward_Victor

http://historiaycuriosidadesdelilusionismo.blogspot.com/2009/11/cuenta-elmsley-y-el-credito-para-edward.html

http://magicref.tripod.com/bookssz/victormagichands.htm

http://magicref.tripod.com/bookssz/victormoremagichands.htm

http://magicref.tripod.com/bookssz/victorfurthermagichands.htm


Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 28 outros seguidores

%d blogueiros gostam disto: